Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Incêndio em terreiro quase provoca tragédia

Uma festa em homenagem à orixá Iansã, rainha dos raios e tempestades no culto do candomblé, quase acaba em tragédia no Terreiro de Oxum, em Salvador. A fagulha de um rojão provocou incêndio na casa onde mais de 200 pessoas assistiam à comemoração, causando ferimentos em pelo menos 25. Dessas, 13 permanecem internadas com queimaduras de 2.º e 3.º graus no centro de queimados do Hospital Geral do Estado.O médico Carlos Briglia, diretor do centro, estima que os feridos devem ficar entre uma e duas semanas no hospital.As homenagens a Iansã estavam sendo feitas no sábado à noite, num imóvel de dois pavimentos onde está instalado o terreiro da Mãe Carminha. No auge da festa um dos participantes soltou um foguete junino da janela do pavimento superior, mas uma fagulha atingiu as bandeirolas de papel seda que decoravam o teto do local. Rapidamente o fogo se espalhou pela palha seca também usada como ornamento e provocou um grande pânico no local.A escada estreita que liga os dois pavimentos foi muito pequena para o grande volume de pessoas e muitas se feriram no corre-corre, enquanto outras se queimaram quando o material em chamas começou a cair do forro. Vizinhos ajudaram no socorro e na contenção do incêndio.Mãe Carminha foi internada em estado de choque, enquanto um dos filhos de santo dela, Alberto Damasceno disse que a casa iria providenciar extintores para aumentar a segurança nas próximas reuniões.

Agencia Estado,

06 de setembro de 2004 | 14h51

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.