Incêndio mata aposentada de 86 anos em Copacabana

Polícia encontrou idosa caída na saída do quarto; empregada doméstica sofreu intoxicação

Ricardo Valota, da Central de Notícias,

22 Julho 2009 | 07h57

A aposentada Carmen da Silva Musivich, de 86 anos, morreu na noite desta terça-feira, 21, após um incêndio atingir seu apartamento, na altura do nº 777 da Avenida Nossa Senhora de Copacabana, em Copacabana, zona sul do Rio. Sua empregada doméstica, cujo nome ainda não foi divulgado, sofreu intoxicação.

 

Vizinhos afirmam que ouviram um estrondo antes do incêndio. OS bombeiros foram acionados e conseguiram controlar as chamas, que destruíram completamente o quarto da aposentada. Ela morava com uma irmã, quase da mesma idade, e com a empregada. Segundo a polícia, Carmen tinha queimaduras apenas em parte do corpo, o que fortalece a hipótese de morte causada por asfixia.

 

"No momento em que chegamos no local encontramos o apartamento repleto de fuligem, o quarto completamente desfigurado e a vítima caída de costas na saída do quarto, no corredor, em frente ao banheiro. Apenas a perícia vai saber dizer o que causou o fogo", afirmou Antonio Furtado, delegado adjunto da 12ª Delegacia, de Copacabana.

 

A empregada foi encaminhada ao Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea. A perícia irá voltar ao apartamento nesta quarta-feira, 22, ao apartamento para realizar uma análise final. O delegado Furtado não soube informar se a irmã da aposentada não estava no apartamento ou se conseguiu escapar a tempo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.