Incêndio mata idoso em pensão do Glicério

Uma pensão que abrigava pelo menos 10 pessoas na região do Glicério, região central de São Paulo, pegou fogo ontem por volta das 14 horas. Um idoso que morava no local há um mês não conseguiu sair e morreu. A suspeita é de que o incêndio tenha sido provocado por um vazamento de gás.Foram necessárias quatro viaturas do Corpo de Bombeiros para conter as chamas. Os vizinhos não ouviram nenhuma explosão. A moradora Priscila Alves, de 52 anos, acredita que o incêndio tenha começado na sua cozinha, logo depois de trocar o botijão de gás. "Mas eu não sou culpada. O homem que colocou o botijão saiu correndo", disse, aos gritos. "Não sobrou nada."No imóvel localizado próximo da Rua dos Estudantes, na Liberdade, funcionava uma marcenaria. A área livre era locada para Maria Lima Souza, de 50 anos, que há 17 sublocava quartos. Ela não soube informar à polícia quantos eram os inquilinos nem suas identidades. Por isso, o idoso que morreu carbonizado não havia sido identificado até a noite de ontem. "Ele tomava remédio controlado. Estava no quarto e não teve tempo de sair", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.