Incêndio no Metrô mata 1 e intoxica 17

Uma pessoa morreu e 17 ficaram intoxicadas em função do incêndio acontecido na linha Leste-Oeste do Metrô de São Paulo, esta manhã. Maria Erundina Silva, de 57 anos, deu entrada no Pronto-Socorro da Santa Casa com parada cárdio-respiratória e morreu. As outras vítimas também foram atendidas no Pronto-Socorro da Santa Casa de Misericórdia, passam bem e já estão liberadas. A linha foi paralizada por volta das 5 horas da manhã, por causa de uma descarga elétrica, que chegou a incendiar uma composição entre as estações Marechal Deodoro e Barra Funda. Cerca de 1,5 milhão de pessoas foram prejudicadas pela interrupção dos serviços e estão usando linhas especiais de ônibus colocadas nas ruas pela Prefeitura. Outras opções são as lotações e os trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). O trânsito de veículos nas áreas próximas às estações está muito complicado. A linha Itaquera-Barra Funda do Metrô continua parada e as estações estão superlotadas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.