Inexiste conflito de interesses, dizem titulares das pastas

BRASÍLIA

Leandro Colon, O Estado de S.Paulo

18 de maio de 2011 | 00h00

Os ministros mencionados na reportagem confirmam ao Estado a sociedade em empresas de consultoria, mas negam conflitos de interesse ou atuação paralela ao exercício do cargo.

O ministro Fernando Pimentel informou que saiu em dezembro da administração da P-21 Consultoria, da qual continua com 99% da sociedade.

Segundo o petista, a empresa "permanece ativa por decisão dos sócios, mas não presta serviço a nenhum cliente desde novembro de 2010". "Por questões contratuais, os nomes dos clientes não podem ser revelados", disse. "A existência da empresa e sua composição societária foram devidamente informadas à Comissão de Ética Pública", afirmou Pimentel. A sociedade consta na declaração de Pimentel à Justiça Eleitoral em 2010, quando foi candidato ao Senado.

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, disse que abriu a empresa na década de 90 para dar "aulas, palestras e seminários". "Nunca prestei consultoria", afirmou. Ele disse concordar que uma empresa de atividades de "consultoria" abre muitas possibilidades. "Se o Comitê de Ética orientar para alterar o objeto social, vou modificar sem problemas", afirmou.

Já o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, informou que a Manoa Empreendimentos e Serviços foi aberta em 1999 e hoje mantém investimentos na Excelsus Participações S.A, que atua no ramo hoteleiro. Sua assessoria informou que a empresa não possui clientes privados ou públicos e "permanece aberta por se tratar de uma empresa ativa".

O ministro Moreira Franco disse que abriu a Aptus Consultoria em 1999, mas que a empresa não chegou a ter clientes. Ele afirmou que, em 2007, deu baixa no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), mas que ainda não fechou a empresa por questões burocráticas. No banco de dados da Receita, ainda aparece como "ativa". "Sei lá por que nunca concluí isso. Mas já dei procuração há 15 dias para ser fechada."

A assessoria do ministro Leônidas Cristino informou que a Ejos Construções e Consultoria está aberta, mas não funciona desde 2003.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.