Informação sobre chacina tem recompensa de R$ 10 mil

A Associação Rio de Combate ao Crime está oferecendo recompensa de R$ 10 mil por informações sobre os bandidos que mataram quatro pessoas da mesma família numa casa em Petrópolis, região serrana do Rio, na terça-feira. Até o fim da tarde desta quinta-feira, o Disque-Denúncia havia recebido apenas um telefonema, mas com dados que podem levar aos três ou quatro criminosos.Hoje, a polícia ouviu por cerca de cinco horas o mecânico Luiz Cláudio Bassani, de 40 anos, filho do dono da casa. Único membro da família que está vivo, Bassini reforçou a hipótese de latrocínio (assalto seguido de morte), que é a mais provável, segundo o delegado Antônio Silvino. Bassini disse que a família não tinha inimigos e negou que seu cunhado Maurício Simões dos Santos, de 44 anos, uma das vítimas, fosse ex-policial civil e informante da polícia. O delegado vai ouvir ainda vizinhos e amigos da família - que, segundo ele, estão assustados com a chacina e temem represálias dos bandidos.Ainda não há pistas dos bandidos. "Esse é um crime intrincado", reconheceu o secretário de Segurança Pública do Estado Josias Quintal. Segundo ele, o fato de a chacina ter ocorrido à noite, sem testemunhas, e em local ermo dificulta as apurações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.