Infraero: atrasos sobem para 30,1% por acúmulo no tráfego

O índice de vôos com atrasos nesta sexta-feira, 16, véspera de carnaval, subiu para 30,3%. Segundo a Infraero, de 1.118 vôos programados, 339 apresentam atrasos superior a 45 minutos. O presidente da Infraero, brigadeiro José Carlos Pereira, afirmou que os atrasos aconteciam por conta do acúmulo do tráfego aéreo na região controlada pelo Cindacta-1, em Brasília, que decidiu dar um espaçamento de quinze minutos entre as decolagens, o que resultou no atraso dos vôos. Esta é a terceira vez que o índice sobe nesta sexta-feira. Às 11 horas, a Infraero divulgou que 24,2% dos vôos apresentavam atrasos. O índice subiu às 13 horas para 27,1%, chegando a 30,3% às 15h30. Por volta das 16 horas, segundo Pereira, a situação estava normalizada e os vôos já estavam com horários pré-determinados restabelecidos. Ele informou que o maior acúmulo de decolagens foi em direção a São Paulo. O brigadeiro deixou claro que o problema ocorrido no início desta tarde não têm relação com qualquer ação dos controladores de vôo. Disse também que as condições meteorológicas estavam ajudando a normalizar o tráfego aéreo. Em uma tentativa de evitar que os passageiros revivam o caos nos aeroportos verificado no final do ano, a Aeronáutica cancelou as folgas dos controladores de tráfego aéreo. O receio, entretanto, é que a categoria volte a realizar a operação-padrão, o que aumentaria o intervalo entre os vôos e refletiria atrasos. O Cindacta-1 é responsável pelo quadrilátero Rio de Janeiro-São Paulo-Belo Horizonte-Brasília, que corresponde a 85% do movimento aéreo no País, e faz as atividades de controle do tráfego aéreo comercial e militar, vigilância do espaço aéreo e comando das ações de defesa aérea.

Agencia Estado,

16 Fevereiro 2007 | 16h31

Mais conteúdo sobre:
carnaval carnaval 2007

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.