Infraero contabiliza 9,2% dos vôos do País cancelados

Congonhas acumula o maior número de cancelamentos do País: 55, em 203 vôos programados, ou 27% do total

Elvis Pereira, do estadao.com.br,

03 de agosto de 2007 | 19h52

O tráfego aéreo do País não apresentou problemas nesta sexta-feira, 3. Da zero hora às 18h30, 99 vôos atrasaram mais de uma hora, 6,9% do total, e 132 foram cancelados (9,2%). Os dados, da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero), referem-se a 1.434 vôos, programados em 14 aeroportos. O Aeroporto Internacional de Congonhas, situado na capital paulista, acumulou o maior número de cancelamentos do País: 55, em 203 vôos programados (27%). Houve ainda nove atrasos. No Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, de 151 vôos, dez operaram fora do horário previsto (6,6%). Nenhum foi suspenso. O cenário de normalidade de Guarulhos se repetia nos aeroportos Presidente Juscelino Kubitschek, em Brasília, e Antonio Carlos Jobim - Galeão, no Rio de Janeiro. No primeiro, nove dos 90 vôos atrasaram e quatro foram cancelados. O segundo registrou nove atrasos e dez cancelamentos, em 132 vôos. O pior índice de atrasos foi verificado no Aeroporto Internacional Salgado Filho, no Rio Grande do Sul, onde 15,7% dos 57 vôos sofreram atrasos. Também foram cancelados no terminal sete vôos. Já o Aeroporto de Goiânia, em Goiás, apresentou a melhor situação do dia: de 21 vôos, apenas um atrasou e nenhum foi cancelado.

Tudo o que sabemos sobre:
Crise aérea

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.