AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Infraero reformará Aeroporto Santos Dumont, no Rio

O Aeroporto Santos Dumont, no Rio, deve passar por reformas. A Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero) tem projetos de remodelar o aeroporto, que completa 65 anos em novembro. A idéia é construir mais um andar no prédio, onde funcionaria o embarque, retirar as lojas do térreo para deixar mais espaço livre nas calçadas, e erguer um edifício-garagem para triplicar o número de vagas para carros - atualmente, são 1.100.Depois do incêndio em 1998, o Santos Dumont recuperou o prestígio. Em 1997 - antes que um curto-circuito destruísse as instalações -, 2,6 milhões de pessoas passaram pelo aeroporto. No ano passado, esse número foi de 4,8 milhões. Esse aumento no número de passageiros foi determinante para a urgência das obras, que estão orçadas em R$ 80 milhões.A fachada do prédio não pode ser alterada porque o governo estadual estuda o tombamento do edifício. O novo pavimento abrigaria o check in e a venda de bilhetes. Dali, o passageiro seguiria para o mezanino, já existente no aeroporto. O acesso aos aviões seria feito por uma rampa de embarque, partindo do mezanino, que terá lojas, praça de alimentação e o setor de embarque. "Comercialmente é melhor ter as lojas ali, perto do embarque, porque 65% dos nossos passageiros são da ponte Rio-São Paulo, e querem resolver a vida rápido para embarcar", afirmou o superintendente da Infraero no Rio, Luiz Carlos Aguieiras.O térreo, onde hoje funcionam bomboniére, livraria, lanchonete, e outros estabelecimentos, seria destinado somente ao desembarque. "Uma idéia é abrir a parede das lojas para que os passageiros chegassem mais facilmente à calçada, mas tudo dependerá do projeto dos arquitetos", disse o superintendente. A Infraero já lançou o edital de licitação para o projeto. A estimativa é de que as obras iniciem em junho do ano que vem.De acordo com Aguieiras, uma das prioridades da Infraero é o edifício-garagem, com cerca de 3 mil vagas. "O estacionamento é tão caótico que interfere no trânsito de quem vem do Aterro do Flamengo", afirmou. A construção do edifício-garagem, num terreno ao lado do aeroporto, terá recursos da iniciativa privada, por meio de licitação. A Infraero espera também ocupar o espaço com hotel ou centro empresarial. Esses projetos devem exigir investimentos de R$ 120 milhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.