Infratores fazem rebelião em educandário no Rio

Dois agentes foram mantidos como reféns na noite de terça-feira

Pedro Dantas, de O Estado de S. Paulo,

30 de setembro de 2009 | 17h34

Cerca de 30 adolescentes infratores fizeram dois agentes reféns durante uma rebelião, na noite de terça-feira, 29, no Educandário Santo Expedito, em Bangu, na zona oeste do Rio. Os rebelados atearam fogo em colchões, quebraram portas e danificaram equipamentos.

Em nota, o Departamento Geral de Ações Sócioeducativas (Degase) afirmou que o objetivo dos menores era fugir. Parentes afirmaram que eles reivindicavam melhorias na alimentação e ampliação dos dias de visita.

Policiais do Bope chegam ao Educandário Santo Expedito, em Bangu. Foto: Marcos de Paula/AE

 

O motim terminou após a intervenção da Unidade de Intervenção Tática do Batalhão de Operações Especiais (Bope). Nove jovens identificados como líderes do vandalismo foram autuados por lesão corporal e dano ao patrimônio. O Educandário abriga 119 infratores.

Tudo o que sabemos sobre:
Rioinfratoresrefénsrebelião

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.