Inquérito vai investigar presidente da Assembleia Legislativa do Paraná

O procurador-geral de Justiça do Paraná, Olympio de Sá Sotto Maior Neto, informou na sexta-feira ter instaurado inquérito civil para investigar notícias de que o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Nelson Justus (DEM), teria praticado "supostos ilícitos".

, O Estado de S.Paulo

11 de abril de 2010 | 00h00

O deputado teria participado de uma rede de apoio político que tinha como base a nomeação de pessoas para cargos comissionados. Muitas delas, segundo as denúncias, eram publicadas em atos secretos, dificultando a fiscalização. Justus não foi encontrado para comentar o assunto. A Assembleia divulgou nota informando ter determinado imediata apuração dos fatos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.