INSS suspende 31 mil benefícios após censo

A partir de segunda-feira, 2, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) suspenderá o pagamento de 31,047 mil benefícios de segurados que não são encontrados. Esses segurados responderam o censo por meio de procuradores, tutores ou curadores, mas não foram localizados nos endereços declarados. O INSS chegou a convocar por meio de edital, em fevereiro, 31,332 mil pessoas nessa situação, mas apenas 285 responderam. Para reativar os benefícios, será preciso comparecer a uma agência da previdência social com o cartão do benefício, CPF, documento de identidade e comprovante de residência. Se os documentos forem entregues por meio de procurador, será feita nova visita ao endereço declarado.

Agencia Estado,

01 Abril 2007 | 17h51

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.