Antonio Lacerda/EFE
Antonio Lacerda/EFE

INSS vai se estruturar para atender as vítimas de Brumadinho

Secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, usou o Twitter para detalhar ajuda

Idiana Tomazelli e Luci Ribeiro, O Estado de S.Paulo

26 Janeiro 2019 | 18h26

Brasília - O secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, usou o Twitter para informar que o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) vai trabalhar para ajudar as vítimas do desastre em Brumadinho, em Minas. "O INSS vai se estruturar para atender as vítimas do desastre de Brumadinho atendendo a determinação do presidente já na terça-feira", escreveu o secretário especial sem detalhar as ações. 

Hoje, o presidente Jair Bolsonaro visitou a região do município mineiro que foi atingida por uma lama de resíduos decorrente de rompimento da barragem. Em conversa com o governador de Minas Gerais, Romeu Zema, Bolsonaro prometeu ajuda do governo federal ao Estado para minimizar os danos e socorrer as famílias. 

O comitê de crise do Planalto criado para tratar da tragédia se reúne no início desta noite. A expectativa é que o grupo discuta a operacionalização de medidas prometidas ao governo mineiro para atender as famílias atingidas, como liberação de recursos do FGTS e do Bolsa Família. O governo já reconheceu formalmente o estado de calamidade pública do município, o que facilita o repasse e mobilização de recursos para dar continuidade e celeridade aos trabalhos de resgate na região.

Além do prejuízo ambiental, ainda não dimensionado, o acidente em Brumadinho registra até agora 34 mortos. Segundo o Corpo de Bombeiros, 81 pessoas estão desabrigadas e 23 hospitalizadas. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.