Reprodução/Google Maps
Reprodução/Google Maps

Instrutor de voo livre morre ao pular da Pedra Bonita, na zona sul do Rio

Profissional tinha 23 anos de experiência; acidente aconteceu no mesmo local onde aluna morreu em março

Ricardo Valota - O Estado de S.Paulo,

15 Agosto 2012 | 02h00

São Paulo, 15 - Mais uma morte em voo livre duplo foi registrada na Pedra Bonita, em São Conrado, na zona sul do Rio de Janeiro. O acidente aconteceu na manhã dessa terça-feira, 15, e matou o instrutor Wanderley Nascimento Coelho, conhecido como "Delei", de 42 anos, que tinha 23 anos de experiência. A turista Tânia Sultana, de 36 anos, da Ilha de Malta, no Mediterrâneo, que o acompanhava no voo, sobreviveu. 

Segundo o delegado Rodrigo Brand, da Delegacia Especial de Apoio ao Turista (Deat), o instrutor que conferiu somente os cabos de segurança da turista.

Assim que pulou da plataforma, Coelho foi jogado para baixo pelo vento e ficou preso pelas mãos. Ele ainda acionou o paraquedas de emergência, mas a altura não era suficiente. A passageira, sem experiência alguma na modalidade, consegui guiar a a asa-delta por cerca de 30 segundos e ficou presa nas árvores.

Em 25 de março deste ano, no mesmo local, a nutricionista Priscila Graziele Boliveira, irmã do ator Fabrício Boliveira, morreu ao cair de uma altura de 20 metros durante um voo duplo de parapente. Na ocasião, o instrutor, Alan Figueiredo foi acusado de negligência e acabou indiciado por homicídio culposo, pois teria falhado no procedimento de montagem do equipamento e na inspeção final.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.