Integrantes do PCC são presos no interior de SP

A polícia prendeu madrugada deste domingo três pessoas que são suspeitas de integrar o Primeiro Comando da Capital (PCC), em uma chácara no município de Piracicaba, no interior de São Paulo. Com a quadrilha, foi encontrada uma cópia do estatuto do PCC, o que reforça a ligação com a facção criminosa, que atua nos principais presídios do Estado.Com eles estavam um arsenal de armas pesadas, como fuzis, granadas, dinamite e revólveres, além de assessórios de disfarces, como capuzes e perucas. Os detidos são os irmãos Ronaldo Cássio e Ricardo César Ziemmer, além de Antônio de Camargo Manso, todos procurados pela polícia.Eles são suspeitos de assalto em várias empresas do município, entre elas a Caterpillar e a Codistil. Ronaldo, especialista em roubo de banco, é foragido do presídio de Curitiba. Há um mês a polícia começou a investigar roubos ocorridos em empresas da cidade. A polícia desconfia que a quadrilha vinha praticando os assaltados para "fazer caixa" e financiar resgate de membros do PCC, que estão detidos em várias prisões da região.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.