Interdição de pista reduz pedágio na Washington Luís

A Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) determinou em portaria a redução temporária do valor do pedágio da praça Agulha, localizada no quilômetro 346,4 da Rodovia Washington Luís (SP-310). A tarifa passou de R$ 6,00 para R$ 5,90, devido a interdição parcial da pista, entre o km 346,3 e o km 343,9. O desconto de R$ 0,10, portanto, é referente aos 2,4 quilômetros interditados da estrada administrada pela Centrovias. No caso de caminhões, que pagam pelo número de eixos, a redução é maior. O novo valor passou a vigorar neste domingo e vale até que o trecho volte a operar normalmente. No entendimento da Artesp, enquanto a pista estiver interditada para obras de recuperação do pavimento, o usuário deve pagar a tarifa referente à pista simples. "Os usuários não podem pagar por um serviço que não está sendo prestado. Sempre que for constatado esse tipo de irregularidade, a agência irá intervir", afirmou em nota o diretor-geral da Artesp, Ulysses Carraro. Essa é a segunda vez no ano que a Artesp determina a redução do pedágio de pistas interditadas. No dia 25 de janeiro, foi reduzido o valor do pedágio da praça de pedágio de Restinga, no km 374,5 da Rodovia Cândido Portinari (SP-334), de R$ 5,20 para R$ 5,10. A estrada é administrada pela concessionária Autovias.

Agencia Estado,

04 Fevereiro 2007 | 17h31

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.