Interior de Minas é alvo de novos assaltos a banco

Cinco homens armados assaltaram nesta quinta-feira, 1º, uma agência do Banco Nordeste, em Teófilo Otoni, no Vale do Mucuri, em Minas Gerais. Eles levaram R$ 240 mil e fugiram com um gerente do banco como refém, que foi libertado instantes depois, nas imediações da cidade. Cerca de 100 homens da Polícia Militar cercaram a região, em busca dos criminosos, mas até o início da tarde, encontraram apenas um dos três carros utilizados na fuga - um Fiat Uno -, que foi abandonado na cidade de Itaobim.A agência tinha clientes no momento do crime, mas a ação foi rápida e ninguém ficou ferido. Três dos cinco assaltantes invadiram a agência bancária e anunciaram o assalto, enquanto os outros dois davam cobertura do lado de fora.Outro grupo de assaltantes levou dinheiro da Unicred, uma agência de crédito em Divinópolis, região Centro-Oeste de Minas. Segundo a Polícia Militar, os criminosos invadiram o local por volta das 9h30 e cortaram a fiação de telefone e internet. Eles fugiram levando R$ 18.820 em dinheiro e talões de cheque. Quadrilha O interior de Minas é alvo de uma série de assaltos a banco, desde o início do ano. Entre 8 e 10 de janeiro, criminosos levaram dinheiro de agências em São Gotardo, São José do Maranhão e Tiros. A polícia prendeu parte da quadrilha envolvida nesses crimes. Em 6 de fevereiro, os assaltos foram em Riachinho, Iturama e São Romão. Nesse caso, a polícia ainda caça quatro assaltantes, em cidades da região Noroeste do estado. Na quarta-feira, 28, famintos, eles invadiram uma fazenda perto de Bonfinópolis de Minas, fizeram um vaqueiro refém, comeram carne e arroz e voltaram a fugir em direção a matas da região.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.