Interpol participa da identificação de vítimas do voo 447

Oficial acompanha registro de dados dos corpos para compará-los a informações fornecidas pelas famílias

Efe

09 de junho de 2009 | 11h36

A Interpol informou nesta terça-feira, 9, que participa na coordenação dos esforços internacionais para identificar as vítimas do acidente com o voo 447 da Air France.

 

Veja também:

lista Todas as notícias sobre o Voo 447

som Ouça a coletiva da Marinha e da Aeronáutica na manhã desta terça

video Vídeo: Operação de resgate

especialEspecial: Os desaparecidos do voo 447

especial Especial: Passo a passo do voo 447

mais imagens Galeria de fotos: buscas do Voo 447

mais imagens Galeria de fotos: homenagem às vítimas

blog Blog: histórias de quem quase embarcou

especialCronologia das tragédias da aviação brasileira

especialCronologia dos piores acidentes aéreos do mundo

 

Um oficial da secretaria-geral do órgão em Lyon, França, está no centro do Instituto de Pesquisa Criminal da polícia francesa, em Paris, para acompanhar os protocolos de identificação das vítimas. Estes protocolos consistem na coleta de dados dos corpos recuperados, como impressões digitais, tatuagens ou implantes cirúrgicos, para compará-los com as informações fornecidas pelas famílias.

 

O secretário-geral da Interpol, Ronald K. Noble, disse que a colaboração internacional é essencial para garantir uma recuperação e uma identificação "exata, digna e rápida, e permitir às famílias começar o processo de repatriação". Segundo Noble, "em qualquer grande tragédia um esforço coordenado agiliza a recuperação e identificação das vítimas, e a Interpol é o único organismo destinado a realizar esta tarefa a nossos países-membros".

 

Além de enviar seu oficial a Paris, a secretaria-geral da Interpol está em contato permanente com as autoridades brasileiras através de seu escritório em Brasília para coordenar qualquer tipo de assistência.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.