Invasores se enterram para protestar contra despejo no RS

Dezessete pessoas ficaram enterradas em pé, somente com a cabeça para fora, e outras 14 se acorrentaram a palanques, como forma de protesto em Caxias do Sul nesta sexta-feira. Eles protestavam contra o despejo de um terreno urbano invadido no bairro São Vitor Cohab, na serra gaúcha. A manifestação começou durante a manhã e foi até a metade da tarde. O objetivo era ganhar tempo até a Justiça responder a um recurso da advogada Anaí de Souza, que tentava reverter a reintegração de posse dada no início da semana à família Vergani, proprietária do terreno ocupado por 120 famílias havia 15 dias. Como a decisão favorável aos donos da área foi mantida, a manifestação acabou. Os enterrados saíram do chão, os acorrentados se soltaram e todos desarmaram seus barracos para sair pacificamente, quando estavam cercados por 200 policiais militares. Na quinta-feira, também por ordem judicial, dois grupos de invasores saíram do loteamentos próximos. Na mesma região, ao sul da cidade, há mais três áreas invadidas. Os proprietários aguardam a decisão da Justiça sobre seus pedidos de reintegração de posse.

Agencia Estado,

23 Fevereiro 2007 | 20h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.