Investigador é assasinado em viatura de placa fria em SP

Três investigadores do 97º DP Americanópolis diligenciavam na Vila Brasilina, zona Sul de São Paulo, no auto Palio cinza com placas frias DAN-8260, na tarde de segunda-feira, quando suspeitaram de dois rapazes em uma motocicleta, na Rua Evolução, e ao se aproximarem foram recebidos a tiros pelo que estava na garupa. Houve perseguição e o policial Marco Aurélio Pires, de 35 anos, que estava ao volante, foi atingido por projétil de calibre 380 no abdome e morreu, pouco depois, ao dar entrada no PS do Sesi.Quando Marco foi baleado, o carro estava em velocidade e, desgovernado, bateu em um poste na esquina da Rua Dom Vilares. Os outros dois investigadores, José Roberto Tito e Antonio Celso de Moraes, não se feriram. Ambos afirmam ter disparado várias vezes contra os motoqueiros, mas não sabem se acertaram algum deles.O delegado Augusto de Matos, de plantão no 26º DP Sacomã instaurou inquérito. Até a madrugada, não se tinha notícia do paradeiro dos criminosos, nem da motocicleta utilizada por eles. A esperança da polícia é de que sejam denunciados através de telefonema anônimo ao Disque Denúncia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.