Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Investigador reage a assalto e mata bandido em SP

Cumprindo pena em regime semi-aberto no Presídio de Mongaguá, litoral sul de São Paulo, após ser condenado por roubo, o assaltante Marco Aurélio Carvalho Souza, de 24 anos, acabou morrendo, na noite de ontem, ao tentar fazer mais uma vítima, desta vez o investigador Elói Gomes, 28, que trabalha no Departamento de Polícia Judiciária da Capital (Decap). O policial chegava em casa, a pé, ao lado da mãe, na Rua Gastão do Rego Monteiro, no Jardim Bonfiglioli, zona Oeste da cidade de São Paulo, quando foi abordado por dois homens que ocupavam uma moto. Armada, a dupla anunciou o assalto. Sabendo que se descobrissem que ele era policial poderia ser morto, Elói sacou seu revólver calibre 38 e atirou contra os bandidos num rápido momento de distração de ambos. Marco Aurélio foi baleado e morreu a caminho do Pronto-socorro do Hospital Bandeirantes. O comparsa dele fugiu na moto. O caso está registrado no 51º Distrito Policial, do Butantã.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.