Investigados servidores da Segurança do Rio

Os Ministérios Público Federal e Estadual propuseram ação contra sete servidores do alto escalão da Secretaria de Segurança do Rio e contra a Fundação José Pelúcio Ferreira por compras sem licitação de equipamentos de informática e pela contratação de serviços também sem concorrência pública. A ação prevê o bloqueio dos bens dos acusados, ressarcimento ao Estado e demissão dos funcionários públicos. As irregularidades teriam ocorrido em 2003, no governo de Rosinha Garotinho.

, O Estadao de S.Paulo

13 Agosto 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.