Investimento em educação combate desemprego, diz Cristovam

Em campanha por São Paulo, o candidato do PDT à Presidência da República, Cristovam Buarque, disse na Central de Solidariedade ao Trabalhador da Força Sindical, que o problema do desemprego só será solucionado quando a política econômica do governo estiver voltada para a capacitação do cidadão, que viria com mais investimentos na educação."Investindo na formação do trabalhador, garantimos uma melhor condição para esse cidadão ingressar no mercado de trabalho", disse Cristovam. Ao responder à pergunta de dois jovens desempregados sobre a democratização no ingresso na universidade, o candidato do PDT enfatizou que antes de democratizar o ingresso, o governo federal deve assumir a responsabilidade pela educação básica, padronizando o ensino médio em todo o País. "Hoje, apenas 1/3 dos brasileiros terminam o ensino médio. Esse número por si só indica que não há democracia na educação. Se as 160 mil escolas no Brasil seguirem um padrão de salários, de formação e de conteúdo, poderemos democratizar o ensino.Para Cristovam investir na educação é um dos melhores caminhos para se criar empregos. "Se construirmos mais 30 mil escolas, teremos empregos para aqueles que a constroem. Para comprar computadores para as escolas, teremos mais empregos nas indústrias de tecnologia. Os uniformes para as crianças vão aumentar também o emprego na indústria têxtil", disse Cristovam enfatizando que a educação será o mote de sua campanha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.