Iphan comandará recuperação de igreja em Goiás

O trabalho de recuperação da Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário, em Pirenópolis, Goiás, que ficou parcialmente destruída após incêndio ocorrido em 5 de setembro, será comandado por uma comissão presidida por Carlos Henrique Heck, presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). A Igreja foi tombada pelo Patrimônio Histórico em 1941. Para a execução das obras de recuperação, a Igreja ganhará uma cobertura metálica para proteger as paredes que restaram. Segundo portaria publicada hoje no Diário Oficial, a comissão vai gerenciar o trabalho de recuperação da Igreja e orientará os procedimentos técnicos para a recuperação do imóvel e do acervo atingido pelo incêndio. Além do presidente do Iphan, integram a comissão, entre outros, a superintendente da 14ª Regional do Instituto, Salma Saddi, e o arquiteto do instituto Silvio Cavalcanti e chefe do escritório técnico em Pirenópolis.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.