Iraniano é preso em flagrante por tráfico de drogas no Rio

Traficante portava 93 papelotes de cocaína na orla de Copacabana

Pedro Dantas,

02 Março 2012 | 13h15

RIO - O iraniano Hamid Albodelli, de 35 anos, foi preso em flagrante por tráfico de drogas ontem na orla de Copacabana, na zona sul do Rio, com 93 papelotes de cocaína e R$ 700. De acordo com a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), o estrangeiro tinha um serviço de "disque droga" para entrega do entorpecente a domicílio.

A prisão foi gravada em vídeo pelos policiais. A abordagem aconteceu em frente da Escola Municipal Doutor Cícero Penna, na Avenida Atlântica. O iraniano não reagiu, mas tentou convencer os agentes que a droga era para consumo próprio. No entanto, ao ser informado que era investigado desde 2010, Albodelli logo admitiu vender drogas na zona sul carioca.

Ele levou os agentes da DPCA até sua residência, no bairro da Lapa, região central da cidade. No interior do apartamento, foram encontrados mais 160 sacolés de cocaína, 317 gramas do entorpecente em pedra, além de R$ 2.300,00 em espécie, 70 dólares, 50 euros, 1 notebook e grande quantidade de material para endolação.

De acordo com a delegada titular da DPCA, Bárbara Loma, o iraniano disse que está há dez anos no país e que tem um filho brasileiro. Apresentado aos jornalistas na manhã de hoje, o acusado não quis falar com a imprensa.

"Ele foi reconhecido pelos nossos agentes que o investigaram na época que estávamos na 15ª DP da Gávea (zona sul), em 2010. Na abordagem de ontem, os policiais descobriram nos bolsos dele 25 sacolés de cocaína. Depois, na delegacia, o preso tentou se livrar sem sucesso de mais 68 papelotes, que estavam escondidos na cueca", afirmou a delegada. A Embaixada do Irã, em Brasília, já foi comunicada sobre a ocorrência pela Polícia Civil do Rio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.