Irmão de Medina perde recurso no Supremo

O Supremo Tribunal Federal cassou ontem liminar que relaxava a prisão cautelar de Virgílio Medina, acusado na Operação Hurricane da PF (que investigou a máfia dos caça-níqueis) de intermediar a venda de sentenças. Virgílio é irmão do juiz afastado do Superior Tribunal de Justiça Paulo Medina. Por maioria de votos, a Primeira Turma do STF deixou de examinar o mérito do habeas-corpus pedido por Medina e cassou liminar para que respondesse em liberdade ao processo.

O Estadao de S.Paulo

07 Setembro 2012 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.