Irmão de petista deixou o País com a família

Com medo de ter o mesmo fim do irmão, Bruno Daniel refugiou-se na França, com a família. Por e-mail ele conversa com amigos. No YouTube divulgou o Manifesto em Defesa da Democracia.

Fausto Macedo, O Estado de S.Paulo

18 Novembro 2010 | 00h00

"Eu estou exilado aqui na França em função da defesa que fizemos da investigação do assassinato do nosso irmão. Ele tinha sido convidado a coordenar a elaboração do programa do PT em 2001 e, em 2002, foi assassinado. A família não aceitou a hipótese de crime comum, defendeu o tempo inteiro aprofundamento das investigações. Não concordou com a investigação da polícia estadual, do Departamento de Homicídios. O Ministério Público, após articulações que fizemos, realizou investigação e muitas coisas foram descobertas. Quando as ameaças se voltaram à nossa família e os filhos resolvemos deixar o País."

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.