Irmão do vice-presidente nacional do PSC é vítima de bala perdida

Irmão do pastor Everaldo Dias Pereira foi atingido no caminho para um culto na zona norte do Rio

Fábio Grellet, Estadão

22 Abril 2013 | 21h35

RIO - O pastor Edvaldo Dias Pereira, de 50 anos, morreu na tarde de ontem, horas após ser atingido por uma bala perdida quando seguia para um templo da igreja Assembléia de Deus em Honório Gurgel, na zona norte do Rio. Edvaldo é irmão do pastor Everaldo Dias Pereira, vice-presidente nacional do PSC. Em 2012 Edvaldo foi candidato derrotado a vereador em

Seropédica, município da Região Metropolitana do Rio.

Ele e a mulher seguiam em uma camionete Mitsubishi pela Estrada João Paulo, próximo ao cruzamento com a avenida Brasil, quando o pastor foi atingido pelo tiro, que atravessou o para-brisa do veículo. A mulher saiu ilesa. Nas imediações, policiais militares do 9º Batalhão (Rocha Miranda) trocavam tiros com criminosos que haviam roubado um caminhão carregado com cigarros. Edvaldo chegou a ser levado ao Hospital Getúlio Vargas, mas morreu.

Além do pastor, que há cerca de dez anos realizava um trabalho social nessa unidade da Assembléia de Deus, também morreram um sargento da PM e um suspeito. Ambos participaram do tiroteio. Outras duas pessoas foram atingidas por balas perdidas, entre elas uma criança de 9 anos. Cinco suspeitos foram presos. O tiroteio interditou o tráfego pela avenida Brasil, que registrou congestionamento naquele trecho.

Mais conteúdo sobre:
Crimebala perdidaRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.