Irmãos de prefeito desaparecem na enchente em Iperó

O vereador Arnaldo Andrade (PFL), de 45 anos, e o pecuarista Geraldo Andrade, de 56, irmãos do prefeito de Iperó, Marcos Antonio Tadeu Andrade (PFL), foram arrastados pela correnteza numa várzea inundada pela cheia do rio Sorocaba, no início da noite de ontem. Até a tarde de hoje, os corpos não tinham sido encontrados. Bombeiros de Sorocaba, auxiliados por integrantes da Defesa Civil estadual, continuavam as buscas. O acidente ocorreu próximo da foz do rio Sarapuí, afluente do Sorocaba. Os irmãos tentavam resgatar algumas cabeças de gado que ficaram ilhadas na várzea inundada, quando o cavalo montado por Geraldo caiu em um fosso e foi arrastado com o cavaleiro. Arnaldo tentou socorrer o irmão e também foi levado pelas águas. Pescadores que estavam nas imediações ouviram os gritos, mas nada puderam fazer. No local, cobertos pela enchente, existem canais e fossos formados pela extração de areia. A s buscas, iniciadas logo após o acidente, foraminterrompidas durante a noite e retomadas de manhã. Os bombeiros usavam barcos com mergulhadores e uma lancha. Elesdescartaram a possibilidade de os irmãos serem encontrados vivos. Arnaldo cumpria o quinto mandato na Câmara de Iperó. Comessas, sobe para sete o número de pessoas mortas em decorrência das chuvas na região de Sorocaba.Na tarde de ontem, o helicópterio usado pelo prefeito de Sorocaba, Renato Amary (PSDB), para inspecionar os estragosdas chuvas atingiu a fiação de uma torre de alta tensão. O piloto conseguiu controlar o aparelho, mas o rompimento dos cabos deixou as cidades de Votorantim, Piedade, Pilar do Sul e São Roque sem energia durante a noite. Em Piedade e Pilar do Sul, vários bairros estão isolados da cidade. Hoje, um aterro rodou abrindo uma vala de 15 metros de profundidade na SP-250, rodovia que liga o sudoeste do Estado ao Paraná. A erosão surgiu próximo da cidade de Guapiara, dividindo a área urbana. Vários bairros ficaram isolados e a prefeitura decretou estado de calamidade pública. O tráfego está sendo desviado para a SP-258. Em Itapeva, uma galeria de águas pluviais cedeu, abrindo uma vala de 20 metros por 10 numa das principais avenidas do centro. Uma caminhonete caiu no buraco, mas o motorista saiu ileso. A queda de uma ponte interditou a SP-141, entre Capela do Alto e Araçoiaba da Serra. As prefeituras de Ribeirão Grande e São Miguel Arcanjo também decretaram estado de calamidade pública. Nas duas cidades, bairros rurais estão isolados desde segunda-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.