Irritado, Tasso diz que Suplicy fala bobagem

O presidente do PSDB, Tasso Jereissati (CE), irritou-se nesta terça-feira, 1, com o senador Eduardo Suplicy (PT-SP), a ponto de dizer que o petista falou "bobagem", no aparte em que tentou defender o governo Lula da acusação de ter "institucionalizado, por meio do Legislativo, a corrupção, levando-a ao extremo, a todas as pontas e prefeituras do País inteiro". "Não me venha com gracinhas de que estou querendo saber quem vai ganhar as eleições e quem não sabe ganhar as eleições, porque isso não é para gracinha, isso é para gracinha de quem quer esconder na lama, com ar de inocente, de santo e de bonzinho, que é um homem mais perfeito, mais puro e que procura a verdade", atacou Tasso, antes de advertir: "Se fizer isso, senador, V. Ex. é uma grande fraude".Tasso previu que, em função da ação do governo petista, o próximo Congresso será pior do que o atual "por conta da reeleição dos mensaleiros, sanguessugueiros e outros eiros", que terão dinheiro para gastar na campanha. Suplicy disse que ele fazia uma "generalização" do que acontece no governo, sem observar que muitos escândalos que acontecem agora tiveram início no governo de Fernando Henrique Cardoso."Senador Eduardo Suplicy, com todo respeito e admiração que tenho por V. Exa., seu aparte para mim é muito decepcionante, profundamente decepcionante e profundamente menor do que esperava de um senador de vossa categoria...não estou discutindo governo, estou discutindo aqui a instituição e um sistema de corrupção que, infelizmente, o partido de V. Exa. institucionalizou no País". Ao pedido de aparte de Suplicy, Tasso retrucou: "Se for para falar o mesmo tipo de bobagem, não". O presidente do PSDB prometeu expulsar todos os parlamentares tucanos envolvidos no esquema dos sanguessugas. "Não vou fazer como o partido de V. Exa., que vai ficar lavando as mãos e dizendo que nada sabia e jogando para o presidente e não se tocando", avisou. "Vou expulsar todos os gatunos que fizeram isso com meu partido, hoje mesmo se tiver esses dados em mãos, não vou me esconder dizendo que sou bonzinho, que sou honesto e por trás dos panos escondendo e deixando passar aquilo que é grave".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.