Itaipu é fechada a visitas por medo de atentado

A Itaipu Binacional, a maior usina hidrelétrica do mundo, fechou suas dependências para visitantes por causa do temor de ataques terroristas.Considerada a segunda atração turística de Foz do Iguaçu, perdendo apenas para as Cataratas, Itaipu vinha recebendo em média mil pessoas diariamente. A medida também foi tomada do lado paraguaio, onde policiais militares fazem vigilância constante desde os atentados nos Estados Unidos, no último dia 11.Nunca havia sido fechadaEm 26 anos de existência - as obras da usina se iniciaram em maio de 1975 - Itaipu nunca fora fechada para visitação pública, e os funcionários mais antigos da hidrelétrica afirmam que nunca houve ameaças terroristas no local.Mas após os ataques às torres gêmeas do Wold Trade Center, em Nova York, e ao Pentágono, em Washington, tanto a administração brasileira quanto a paraguaia de Itaipu decidiram barrar o turismo por tempo indeterminado.Hoje, o único acesso permitido é a um prédio externo de Itaipu, onde turistas podem ver filmes e históricos sobre as obras. A parte interna da usina, antes liberada para visitação pública, está fechada e nem mesmo é permitido ir aos dois mirantes de onde se pode ver toda a extensão da construção - equivalente a um prédio de 69 andares - e as grandes turbinas.Segurança própriaAté agora, segundo a assessoria da administração brasileira de Itaipu, não houve necessidade de reforço da segurança por parte do Exército ou das Polícias Militar ou Federal, como aconteceu no Paraguai.Todo o trabalho de vigilância das dependências da usina está sendo feito por um grupo próprio de seguranças da empresa. A maior parte dos agentes fica na parte interna de Itaipu, onde o acesso, antes liberado para visitantes, está restrito à funcionários credenciados.Do lado brasileiro, cerca de mil pessoas visitavam diariamente a usina, enquanto outras 500 pessoas iam pelo lado paraguaio. Em algumas datas, Itaipu chega a ter um fluxo turístico bem maior do que as Cataratas do Iguaçu. Na semana santa, por exemplo, a usina recebeu uma média de oito mil visitantes por dia.

Agencia Estado,

25 de setembro de 2001 | 18h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.