Italiano foge com filho com ajuda de casal brasileiro

O empresário Antonio Boccia raptou o filho Andrea Boccia, de 3 anos, e fugiu com o garoto do Brasil para a Europa, com o auxílio de um casal brasileiro. A Polícia Federal (PF) identificou nesta terça-feira, 19, que um advogado e sua esposa repassaram a rota de fuga ao empresário. Eles já foram ouvidos pela PF. Num telefonema ao advogado, interceptado pela PF, Boccia comunicou que estava embarcando da Argentina para a Europa.Boccia, 52 anos, raptou o menino na manhã de domingo, 17, em Fernandópolis, interior de São Paulo. No mesmo dia, viajou a São Paulo e depois a Foz do Iguaçu, onde chegou na manhã de segunda. Por meio de escuta de telefonemas feitos por Boccia ao casal, agentes da PF constataram que o italiano deixou a Argentina na manhã desta terça-feira, 19, num vôo comercial para a Europa. A professora Renata Almeida Dagostinho, 35, mãe do menino, confirmou a fuga ao Estado e acusou a PF de não atuar como deveria para prender o ex-marido, uma vez que tinha rastreado todo o percurso feito por ele.O empresário responde a processo por pedofilia na Itália. Por isso, está proibido pela Justiça daquele País de ficar a sós com o filho, porém, mesmo sem falar português, conseguiu enganar a polícia brasileira e fugir do País com a criança.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.