Italianos vieram para festas e fazer doações

Nove passageiros trentinos embarcaram para Paris

Eduardo Kattah, Evandro Fadel, Renato Machado e Janaína Cesar, O Estadao de S.Paulo

02 de junho de 2009 | 00h00

Nove italianos estavam entre os passageiros do voo AF 447. Três deles vieram ao Brasil para as comemorações dos 131 anos da colonização trentina - da região italiana de Trento - no País. O grupo é formado pelo conselheiro regional da região de Trento Giovanni Battista Lenzi; o prefeito da província de Canal San Bovo, Luigi Zortea; e o diretor da Associação Trentini Nel Mondo, Rino Zandonai. No Brasil, a delegação participou de encontros com descendentes de emigrantes italianos e realizou doações de quase 40 mil. O maior repasse do grupo foi 22,3 mil para a construção de um Centro de Atenção Psicossocial Infantil na região catarinense do Vale do Itajaí. O local vai atender as comunidades de Gaspar, Luiz Alves e Ilhota, cidades duramente atingidas pelas enchentes de novembro do ano passado. "Trento é uma região hoje muito rica, mas muitos dos moradores foram forçados a emigrar no passado. Então, a comunidade de lá cuida de quem saiu", diz a presidente da Federação dos Círculos Trentinos no Brasil, Iracema Moser.Os três italianos haviam chegado a São Paulo na quinta-feira passada e percorreram quatro Estados visitando as comunidades trentinas. A Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Ouro Fino, no sul de Minas, foi outra entidade beneficiada pelas ações sociais dos representantes da associação. O diretor Rino Zandonai esteve na cidade mineira representando a a Província de Trento, que doou 12 mil para a construção de um centro de hidroterapia - um conjunto de piscinas - na Apae da cidade mineira. "Para nós da comunidade trentina é algo muito triste", lamentou o fisioterapeuta Paulo Henrique Chiste da Silva, de 39 anos, descendente de italianos da região de Trento e responsável por intermediar a doação. "Eu tinha um contato pessoal com eles." Na rápida passagem por Ouro Fino, o italiano também participou de uma reunião na prefeitura e da inauguração de uma rua com o nome de Província Autônoma de Trento. Grande parte dos 31 mil habitantes da cidade mineira é de origem italiana. Os outros dois integrantes do grupo foram para Piraquara e Curitiba, no Paraná. Na cidade do interior paranaense, os italianos assinaram um acordo de cooperação entre a cidade brasileira e a região de Trento, conheceram o projeto turístico Caminho Trentino dos Mananciais e participaram da oitava Festa Trentina realizada no Parque Municipal Trentino - Colônia Imperial Santa Maria do Novo Tirol da Boca da Serra. O presidente da organização não-governamental Circolo Trentino di Curitiba, Ivanor Minatti, responsável por trazê-los, disse que conversou com eles por telefone antes do embarque no Aeroporto Internacional do Galeão, no Rio. "Disseram que a conexão tinha dado certo e estavam entrando no avião", disse Minatti.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.