Itamar Franco se desfilia pela terceira vez do PMDB

O ex-presidente da República Itamar Franco entregou hoje um requerimento no diretório do PMDB em Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira, pedindo a sua desfiliação do partido. Segundo informações de pessoas ligadas ao ex-presidente, Itamar teria ficado ressentido com o resultado da última convenção peemedebista do Estado, que escolheu o nome de seu grande desafeto político, o ex-governador Newton Cardoso, como candidato ao Senado.Esta seria a terceira vez que o ex-presidente deixou o PMDB. A primeira foi em 1986, após 21 anos de partido, motivada por uma disputa travada com Newton Cardoso para disputar o governo de Minas, na qual foi derrotado.Itamar chegou a se filiar ao PL e em seguida ao PRN do ex-presidente Fernando Collor, para voltar ao PMDB somente no final de seu mandato como presidente da República em 1994. O ex-presidente decidiu novamente pela desfiliação ao final de seu mandato como governador de Minas, em 2002, para participar da campanha do então candidato do PT à presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva.Após a derrota na convenção estadual no final do mês passado, a saída de Itamar do PMDB já era esperada. A vitória de Newton Cardoso pavimentou o caminho para que o partido oficializasse a coligação com o PT, apoiando a candidatura de Nilmário Miranda ao governo do Estado. Para apoiar o petista, o PMDB reivindicou a vaga ao Senado e a de vice na chapa. Itamar Franco defendia a aliança da legenda com o PSDB de Aécio Neves lembrando que 95% dos prefeitos peemedebistas apoiariam o governo do tucano e que o Estado precisaria se unir em torno do nome de um mineiro que possa disputar a Presidência da República em 2010.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.