E Wayne Ross/AP/AE
E Wayne Ross/AP/AE

Itamaraty confirma morte de três turistas brasileiras na Turquia

O primeiro falecimento identificado foi o de uma turista de 71 anos que morreu no local da queda

Lisandra Paraguassu / Brasília e Andrei Netto / Paris, O Estado de S. Paulo

20 Maio 2013 | 18h17

Atualizado às 18h55

O Itamaraty confirmou a morte de três turistas brasileiras no acidente envolvendo dois balões na região turca da Capadócia. Outros oito brasileiros estão feridos. Os nomes, no entanto, não estão sendo divulgados até que as famílias estejam informadas.

Anteriormente, as autoridades já haviam identificado o primeiro falecimento de uma turista de 71 anos que morreu no local da queda. As demais teriam morrido em um dos hospitais locais.

A embaixada do Brasil enviou dois representantes à Capadócia para prestar auxílio diplomático às vítimas do acidente.

Queda

A tragédia aconteceu pouco depois das 6h no horário local - 23h de domingo em Brasília -, em Göreme, vilarejo da Capadócia, na província de Nevsehir, centro do país. Minutos após a decolagem, o balão no qual estavam os passageiros brasileiros se chocou com o cesto de outra aeronave, tendo sua lona perfurada.

As circunstâncias da colisão não foram reveladas pelas autoridades que investigam as causas do acidente. Mas, em entrevista à agência France Presse (AFP), o governador da província de Nevsehir, Abdurrahman Savas comentou as possíveis causas da colisão.

“Segundo testemunhos, o acidente foi causado por um choque entre o balão que subia e o cesto de uma outra aeronave. O balão que subia foi rasgado e caiu rapidamente”, afirmou Savas, esclarecendo: “A maior parte dos feridos sofreu fraturas”. As autoridades de aviação civil da Turquia se limitaram a informar que abriram uma investigação para apurar as responsabilidades.

d

Capadócia

A região da Capadócia é famosa pelas formações geológicas e os passeios de balões são uma das formas mais populares  de ver a paisagem. Nessa região, que atrai estrangeiros pelo seu patrimônio histórico - o Parque Nacional de Göreme é tombado pela Unesco -, um dos programas mais populares entre turistas é o passeio a bordo de um dos mais de 140 balões autorizados pelo Direção Geral de Aviação Civil (DHGM) turco a sobrevoar sítios arqueológicos e zonas turísticas. 

Normalmente, dezenas de balões decolam ao mesmo tempo, de manhã cedo, para aproveitar os ventos favoráveis. Desde o início da novela Salve Jorge, em que parte da história se passava na Capadócia, aumentou o número de turistas brasileiros na região.

Mais conteúdo sobre:
Turquia Ancara Capadócia Balão Acidente

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.