Itamaraty dá passaporte especial a filhos de Lula

Documento, restrito a autoridades, foi renovado em 29 de dezembro; para Marco Aurélio Garcia, ''tema é irrelevante''

, O Estado de S.Paulo

07 de janeiro de 2011 | 00h00

O Itamaraty renovou os passaportes diplomáticos dos filhos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva - Luís Cláudio Lula da Silva, de 25 anos, e Marcos Cláudio Lula da Silva, de 39 - dois dias antes do fim do governo. O decreto que regulamenta a emissão do documento permite ao ministro decidir "casos excepcionais".

O decreto prevê a concessão do documento para autoridades - além do presidente, ministros, deputados, senadores e ministros do Supremo Tribunal Federal -, suas mulheres e filhos até 21 anos ou 24, em caso de estarem na faculdade ou se forem portadores de deficiência. Não era a situação de nenhum dos dois filhos de Lula, como revelou o jornal Folha de S.Paulo.

O passaporte diplomático evita o pedido de visto em países que têm acordo nesse sentido - é o caso da China, mas não dos Estados Unidos. O documento também facilita o acesso a Portugal e Espanha, que não exigem visto, mas têm controlado a entrada de brasileiros. Alguns aeroportos têm filas exclusivas para esses passaportes.

O Itamaraty não soube informar se era praxe conceder o documento a filhos de presidentes em qualquer caso nem se isso ocorreu com os filhos do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. "Francamente, acho o tema de uma irrelevância absoluta", disse o assessor para assuntos internacionais da presidência, Marco Aurélio Garcia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.