Itamaraty diz que governo egípcio negocia libertação de brasileiras

Duas adolescentes foram sequestradas por beduínos durante excursão a monastério

Solange Spigliatti, da Central de Notícias,

18 Março 2012 | 18h03

SÃO PAULO - O Ministério do Interior do Egito assumiu as negociações com os beduínos para a libertação das duas brasileiras sequestradas neste domingo, 18, na Península do Sinai, durante uma excursão ao Monastério de Santa Catarina, segundo informações do Ministério das Relações Exteriores brasileiro.

De acordo com o Itamaraty, o ônibus onde estavam ao menos 45 brasileiros foi interceptado por homens armados, que retiraram as duas brasileiras, ainda não identificadas. Segundo o órgão, os outros brasileiros já estão sob proteção das forças policiais e do Exército do Egito.

A embaixada brasileira no Cairo acompanha as negociações entre o Ministério do Interior e os beduínos, mas ainda não tem informações sobre os termos da negociação, segundo o Itamaraty.

Segundo a agência Reuters, há a possibilidade de os homens armados terem sequestrados as brasileiras para negociar a libertação de prisioneiros mantidos pelo governo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.