Itamaraty envia pedido de extradição do casal Hernandes

O Ministério de Relações Exteriores encaminhou na sexta-feira à Justiça norte-americana o pedido de extradição do casal Estevam e Sônia Hernandes, fundadores da Igreja Renascer. Segundo a assessoria de imprensa do Itamaraty, o pedido oficial foi feito pelo Ministério da Justiça e somente encaminhado pelo órgão, que intermedeia o processo junto ao departamento de Estado dos Estados Unidos.Estevam e Sônia Hernandes foram detidos nos Estados Unidos no dia 9 de janeiro ao tentar entrar no aeroporto de Miami com U$ 56 mil em dinheiro vivo escondido na bagagem, tendo declarado apenas U$ 10 mil às autoridades alfandegárias.Na sexta-feira, dia 19, o casal foi solto, sob liberdade condicional, das prisões em que estavam em Miami. Os Hernandes, no entanto, estão sob vigilância da polícia e não podem deixar o país. Eles foram soltos dentro do chamado ?programa de supervisão intensiva? e estão usando braceletes com chips eletrônicos para que seus movimentos sejam monitorados, além de se recolher a sua casa antes das 17 horas.Uma audiência foi marcada para o dia 24 de janeiro nos Estados Unidos, quando deverá ser decidido o destino dos Hernandes. No Brasil, o casal é acusado de lavagem de dinheiro, falsidade ideológica e estelionato e tem a está com a prisão preventiva decretada pela justiça de São Paulo. Não há prazo delimitado para que a Justiça norte-americana responda ao pedido brasileiro mas é possível que casal seja extraditado em 60 dias, como prevê o tratado de cooperação entre os dois países, assinado em 1961.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.