Itu suspende racionamento de água

O racionamento de água em Itu, na região de Sorocaba, iniciado há 25 dias, será suspenso a partir de amanhã. A decisão foi tomada pelo prefeito Lázaro Piunti (sem partido) depois que um empresário local dispôs-se a doar ao município os produtos químicos necessários para o tratamento da água. A falta desse material, decorrente da não aprovação de uma suplementação de verbas pela Câmara, foi o motivo alegado pelo prefeito para adotar o racionamento. Os 150 mil moradores passaram a ficar sem água seis horas por dia.O vereador oposicionista Guilherme Gazzola (PPS), no entanto, assegura que o rodízio não teve a ver com a falta de verbas, mas com a escassez de água nos reservatórios que abastecem a cidade. O racionamento será suspenso, segundo ele, por causa das últimas chuvas. O prefeito anunciou para o fim deste ano a entrega de uma represa no loteamento Santa Cecília que acrescentará 137 milhões de litros ao sistema de abastecimento de Itu. Trata-se de uma obra privada, bancada pelo dono do empreendimento, o empresário Jacob Federman, que também foi o doador dos produtos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.