Ivete Sangalo põe famosos para "quebrar até o chão"

O ator Reynaldo Gianecchini e os cantores Zezé di Camargo e Júnior Lima passaram por uma situação inusitada nesta segunda-feira, a bordo do bloco Coruja, no Circuito Osmar (Campo Grande). A anfitriã, Ivete Sangalo, intimou seus convidados a "quebrar até o chão" (descer rebolando até onde os joelhos agüentarem), no alto do trio. Sempre na esportiva, os três obedeceram à comandante do bloco - e fizeram delirar uma legião de fãs que acompanhava a cena. Em retribuição, Ivete cantou É o amor, sucesso na voz da dupla Zezé di Camargo e Luciano.O Coruja estava lotado de famosos. Além dos três, as modelos Letícia Birkheuer e Ilde Silva e as atrizes Cléo Pires e Juliana Knust pularam bastante ao som do "berimbau metalizado" da cantora. Ivete seguiu a linha pouca-roupa que inaugurou este ano, vestida de cowgirl sexy, com pernas de fora, um belo decote e chapéu. O Circuito Osmar teve outros momentos inusitados na tarde desta segunda-feira, como o bloco "Mudança do Garcia", um dos mais tradicionais da folia baiana. Trata-se de um grupo de moradores do bairro do Garcia, vizinho ao Campo Grande, que sai pelo circuito tocando instrumentos percussivos, sem trio e sem cordas, e arrastando uma legião de seguidores - e carroças puxadas a burro. O mote do bloco é a crítica, seja a um vizinho chato, seja a algum líder mundial. Os foliões levam faixas e cartazes para mandar os recados. Este ano, o bloco - que reúne boa parte da classe intelectual baiana -, elegeu o presidente norte-americano George W. Bush e o prefeito de Salvador, João Henrique Carneiro (PDT), como alvos preferenciais das reclamações. Já o Circuito Dodô (Barra-Ondina) foi aberto no fim da tarde pelo afoxé Filhos de Gandhi. O chamado "tapete branco" levou cerca de 4 mil animados integrantes para a avenida. Seguindo a tradição que já dura 58 anos, os integrantes seguiram, ao som dos agogôs, borrifando alfazema e distribuindo beijos (na boca) - na tradição do carnaval baiano, as mulheres têm direito a um colar de contas como retribuição por beijar um filho de Gandhi. Gilberto Gil estava em cima do trio do Filhos de Gandhi, tocando agogô.

Agencia Estado,

19 de fevereiro de 2007 | 20h19

Tudo o que sabemos sobre:
carnavalcarnaval 2007

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.