Já é carnaval em Olinda e Galo da Madrugada sai neste sábado

Quando o clube de máscaras Galo da Madrugada iniciar neste sábado, às 9h30, o seu 29º desfile pelas ruas do bairro de São José, centro do Recife, as ladeiras da vizinha Olinda já terão registrado a passagem de mais de 50 blocos e troças desde a tarde desta sexta-feira, numa festa sem trégua. Outras 60 agremiações - entre elas "Eu Acho é Pouco" e "Ceroulas" - prometem animar os foliões até à meia-noite, quando sai "O Homem da Meia-Noite", o boneco gigante mais antigo da cidade, criado em 1932. A maratona não pára nem na madrugada e no dia seguinte a rotina do sobe e desce atrás das orquestras de frevo se mantém. O frevo divide o domínio rítmico com maracatus, caboclinhos, sanfonas e rabecas, afoxés, forró e tecno. E também com grupos de foliões que necessitam apenas de uma lata e alegria para criar uma nova troça. A descontração do carnaval olindense está no nome de muitos de seus blocos, como "Os Cansados e as Derrubadas" e "É Hoje que a Mangueira Entra". A prefeitura não tem estimativa do número de pessoas que participam do seu carnaval diariamente, mas muitos preferem curtir Olinda no sábado por ser um dia em que a cidade, primeira capital brasileira da cultura, fica lotada de gente e, mesmo assim, se consegue transitar razoavelmente por suas ruas estreitas em parte já tomadas por barracas de bebida e comida. O responsável por este fenômeno é um outro fenômeno: o "Galo da Madrugada". Maior bloco do mundo, de acordo com o Guiness Book, o "Galo" promete atrair um milhão de pessoas, que irão dançar ao som de 25 trios elétricos.

Agencia Estado,

24 Fevereiro 2006 | 19h24

Mais conteúdo sobre:
carnaval carnaval 2006

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.