Jaguatirica abandonada recebe o nome de Heloísa Helena

Jaguatirica de seis meses está sendo tratada com acupuntura para tratar de paralisia nos membros inferiores. O tratamento é inédito para animais silvestres em Manaus, feito por um veterinário voluntário para o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama).Segundo a assessoria do Ibama, o filhote foi encontrado há dois meses nas ruas do centro de Manaus. De acordo com um dos técnicos, provavelmente aconteceu com ela um fato comum: turistas compram no mercado negro e acabam percebendo que a fiscalização não vai permitir o embarque no aeroporto e abandonam o bicho pelas ruas do centro.A jaguatirica, segundo os técnicos, foi batizada de Heloísa Helena "por ser muito estressada, mais que o normal". De acordo com o veterinário responsável pelo tratamento Emmannuel Augusto Pires, a jaguatirica tinha uma lesão nos membros inferiores provavelmente causada por um atropelamento ou por maus-tratos."Ela só andava arrastando as pernas traseiras e não tinha sensibilidade nos membros inferiores, mas agora já consegue andar normalmente e até dar saltos curtos", diz o veterinário, especialista em acupuntura para animais domésticos e pela primeira vez tratando um silvestre. O animal já foi submetido a cinco sessões de acupuntura e está prevista mais uma. Heloísa Helena, após o tratamento, deve ser enviada para o zoológico de Campinas (SP), onde uma jaguatirica macho está à espera para cruzar

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.