Jatinho de empresa derruba mais um no ministério

A faxina que vinha sendo feita por ordem da presidente Dilma Rousseff no setor de Transportes foi ampliada à Agricultura e fez mais uma vítima: Ricardo Saud, amigo do ex-ministro Wagner Rossi, que ocupava o cargo de diretor de Programa da Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo do ministério.

, O Estado de S.Paulo

20 Agosto 2011 | 00h00

Ele é tido como o principal elo entre Rossi e a empresa Ourofino, que tem contrato com o Ministério da Saúde para a fabricação de vacinas contra a febre aftosa, e que emprestava um jatinho para viagens do ex-ministro e de seus familiares. Rossi vinha enfrentando uma série de suspeitas em irregularidades, mas o principal motivo para sua saída foi o uso do jatinho, o que pode ter contrariado o Código de Ética dos Servidores Públicos.

Outro demitido foi Nilton de Britto, que saiu da Superintendência do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) de Mato Grosso. Britto havia se afastado desde a crise que resultou na saída de Luiz Antonio Pagot da direção do órgão, no mês passado. Mas sua demissão ocorreu somente agora. No total, a faxina nos Transportes atingiu 27 pessoas até agora.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.