Jeep de escola de DJs distribuía ecstasy em São Paulo

Segunda-feira, agentes da Divisão de Inteligência e Apoio Policial (Diap), do Departamento de Investigações sobre Narcóticos (Denarc), apreenderam um Jeep pertencente a uma escola de DJs que era usado na entrega de drogas sintéticas para festas rave. Dois acusados de envolvimento no esquema de tráfico foram presos. Foram apreendidos 200 comprimidos de ecstasy que seriam vendidos em uma festa rave no Carnaval. Foram presos o motorista Fábio Ricardo Bistafe, de 29 anos, e Ricardo de Oliveira Sales, de 25 anos. O primeiro, que dirigia o Jeep, foi detido na altura do quilômetro 12 da Rodovia Raposo Tavares, região do Butantã, na zona oeste da capital paulista, a caminho da entrega das 200 pastilhas da droga. Bistafe confessou o tráfico de drogas e informou estar a serviço de outro envolvido. Ele indicou a casa de Sales, conhecido como Cacá, na praça Santa Epifânia, também no Butantã. A direção do Denarc acredita que haja mais pessoas no esquema.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.