Jibóia de três metros capturada no interior de uma casa

Depois de medicada, a jibóia de três metros que se escondeu, nesta manhã, no interior da casa número 89, da Rua Capitão Lemos, no Alto da Boa Vista, será devolvida daqui a pouco à floresta da Tijuca. A cobra foi capturada pelos bombeiros do Grupamento de Socorro Florestal e Meio Ambiente. O coronel Marcos Silva, comandante das Unidades Especiais do Corpo de Bombeiros, disse que a hora e o local da liberaçãodo animal não serão divulgados por motivos de segurança, já que a jibóia é vendida por alto valor, por ter a carne saborosa e ocouro rajado em verde e amarelo. Segundo o militar, é comum encontrar na área, além de cobras, micos, preguiças etamanduás. A jibóia (Boa constrictor) foi levada para o Grupamento e estava agressiva, com a cabeça e o focinho cheios de espinhos longos e de cor escura, resultado, possivelmente, de uma briga com um ouriço-cacheiro ( Erinaceus europaeus). Oito bombeiros, segundo a Agência Brasil imobilizaram o animal, retiraram os espinhos e aplicaram medicamento para a cicatrização dos ferimentos, num trabalho que demorou quase uma hora.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.