Joãosinho Trinta diz que mudança na Grande Rio não afeta desfile

O carnavalesco Joãosinho Trinta disse hoje que o povo é que vai julgar as mudanças de última hora que precisou fazer no carro abre-alas (Adão e Eva) e Kama Sutra, da Escola de Samba Grande Rio. "Não tenho mais o que fazer, porque estou aqui recobrindo, refazendo, o que nos atrapalhou muito", afirmou. A determinação de cobrir as alegorias eróticas foi do Ministério Público estadual.Segundo o carnavalesco, o trabalho de retoque nas alegorias de ambos os carros está bastante atrasado, mas terminará a tempo. "Isso não vai prejudicar o desempenho da escola e não será empecilho para que a escola faça um bom desfile na Marquês de Sapucaí". garantiu. As principais mudanças tiveram de ser feitas no carro Kama Sutra, que mostra em esculturas gigantescas as 64posições sexuais descritas no manual indiano. A escola, que desfila neste domingo na Marquês de Sapucaí, com o enredo "Vamos vestir a camisinha, meu amor", pelo Grupo Especial das Escolas de Samba, também pretende homenagear o "Velho Guerreiro", Chacrinha. "Ele foi um dos pioneiros da campanha pelo uso da "camisinha" ao compor a marchinha de carnaval "Bota a camisinha, meu amor". A música serviu de inspiração para o títulodo enredo deste ano", afirmou o carnavalesco.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.