Jobim diz que não haverá transtornos nos aeroportos nas eleições

Infraero e a Anac informam que vão 'intensificar o monitoramento' em seus 67 terminais aéreos

Tânia Monteiro, de O Estado de S. Paulo,

29 de setembro de 2010 | 22h03

BRASÍLIA- O ministro da Defesa, Nelson Jobim, anunciou na noite desta quarta-feira, 29, que um esquema especial foi montado nos aeroportos pela Anac e Infraero para evitar transtornos aos passageiros no fim de semana das eleições.

 

Em relação à Webjet, que foi proibida pela Anac de vender passagens até a próxima sexta-feira por causa dos inúmeros cancelamentos de voo provocados pela carga excessiva de trabalho por parte de seus pilotos e comissários, o ministro disse que o problema está sendo normalizado nos próximos dias.

 

"Este foi um problema interno da empresa, mas nós queremos fazer com que a Tam e a Gol possam substituir na falhas da Webjet", declarou Jobim.

 

Em nota oficial, a Infraero e a Anac informam que vão "intensificar o monitoramento em seus 67 aeroportos com o objetivo de assegurar que os eleitores tenham seus deslocamentos sem transtornos".

 

A Infraero acrescentou ainda que, para isso, "implementará seu plano de contingenciamento a partir desta quinta-feira (30/9) até a próxima terça-feira (5/10)", com suspensão da escala de folga de seus funcionários e reforço nas equipes de manutenção e limpeza dos aeroportos, além de contar com o trabalho do Núcleo de Acompanhamento e Gestão Operacional (Nago), que também monitora a movimentação de passageiros e aeronaves, ligado ao controle de tráfego aéreo.

 

Postos de justificativa

 

16 aeroportos brasileiros contarão com postos de justificativa eleitoral. Os locais foram definidos pelos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) de cada Estado.

 

Os aeroportos que contarão com postos de justificativa são os das cidades de Brasília, Recife, Viracopos, em Campinas; Confins, em Belo Horizonte, Belém, Salvador, Goiânia; Vitória, Florianópolis, Fortaleza, Natal, São Luís, Porto Alegre, Curitiba, Foz do Iguaçu e Cuiabá.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.