Jobim vai indicar Solange Vieira para lugar de Zuanazzi na Anac

Presidente da agência tem dado claras demonstrações de que não vai deixar o cargo e que vai brigar por ele

Tânia Monteiro, do Estadão,

19 de setembro de 2007 | 06h04

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, vai encaminhar o nome da sua assessora especial, Solange Vieira, para uma das diretoras da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Antes, Solange havia sido indicada para a futura Secretaria de Aviação Civil. Enquanto isso, Milton Zuanazzi, presidente da agência, tem dado demonstrações claras de que não tem disposição de deixar o cargo e que vai brigar por ele.  CPI vai apontar falha em Airbus como causa do acidente da TAMHelicópteros em Congonhas preocupam FAB Quem são as vítimas do vôo 3054 Tudo sobre a crise aérea  Especial sobre a crise aérea  A indicação de Solange foi feita devido à dificuldade de encontrar nomes para a diretoria da Anac, depois que três diretores renunciaram aos cargos - já saíram Denise Abreu, Jorge Luis Velozo e Leur Lomanto. A decisão faz parte de uma estratégia do ministro para que, em um segundo momento, Solange assuma a presidência da Anac. A troca deve acontecer assim que o atual presidente deixe o cargo, já que ele está sob pressão desde o início da crise aérea. O governo tem articulado para que Zuanazzi se afaste do cargo, a exemplo dos outros três diretores que, assim como ele, tinham mandato e não podiam ser demitidos. Porém, o presidente da agência tem dado sinais claros de que não tem disposição de abandonar o cargo. Pelo projeto do Ministério da Defesa, a Secretaria de Aviação Civil assumiria poderes da Anac, como a regulação do setor aéreo. Funcionária do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Solange ficou conhecida como criadora do fator previdenciário, fórmula adotada no governo Fernando Henrique Cardoso para retardar o direito à aposentadoria integral. Ela já tinha trabalhado com Jobim no Supremo Tribunal Federal (STF). Texto alterado às 9h13 para acréscimo de informações.

Tudo o que sabemos sobre:
crise aéreaAnacNelson Jobim

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.