Rodrigo Carvalho/AFP
Rodrigo Carvalho/AFP

Jogos do campeonato cearense fazem um minuto de silêncio em homenagem aos mortos na chacina

Matança aconteceu na periferia de Fortaleza; um suspeito foi preso

Lauriberto Braga, especial para o Estado

28 Janeiro 2018 | 17h43

FORTALEZA - Por ordem do presidente da Federação Cearense de Futebol (FCF), Mauro Carmélio, os três jogos do Campeonato Cearense 2018 realizados neste final de semana em Fortaleza prestaram um minuto de silêncio em homenagem aos 14 mortos da chacina de Cajazeiras.

Os jogos que prestaram um minuto de silêncio foram Ceará x Ferroviário, na Arena Castelão; e Floresta x Guarani de Juazeiro, no estádio Presidente Vargas, no sábado, 28; e Uniclinic x Iguatu, neste domingo, 29, no Presidente Vargas.

"Este um minuto de silêncio foi uma forma que encontramos de alertar para a paz e não a violência", diz o presidente da FCF, Mauro Carmélio.

++ GDE é facção criminosa nova, atrai adolescentes e tem 'crueldade como marca', diz sociólogo

++ Menino de 12 anos que perdeu pai na chacina e levou tiro de raspão recebe alta

No sábado, um grupo de homens fortemente armados invadiu uma festa no bairro Cajazeiras, na periferia de Fortaleza, e atirou contra os participantes, matando 14 e deixando 18 feridos. A maioria das vítimas é mulher e, entre elas, há adolescentes. A chacina – a maior da história do Ceará – estaria ligada à guerra de facções criminosas.

Segundo testemunhas que pediram para não serem identificadas, os homens chegaram em três carros e desceram disparando a esmo. Eles portariam espingarda calibre 12, pistolas calibre 40 e 9 milímetros e revólveres calibre 38. 

Mais conteúdo sobre:
chacina Fortaleza [CE]

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.