Google Street View/Reprodução
Google Street View/Reprodução

Jornalista é condenado a 20 anos por matar mulher dentro de igreja

Júri condenou Marcos Ferreira da Silva por homicídio triplamente qualificado e feminicídio; defesa do jornalista vai recorrer

Rene Moreira, Especial para O Estado

17 Agosto 2017 | 09h54

FRANCA - A Justiça de Minas Gerais condenou nesta quarta-feira, 16, o jornalista Marcos Ferreira da Silva a 20 anos de prisão pela morte da empresária Simone Marca, 30.

Ela foi assassinada a facadas durante missa na catedral de São José, em Ituiutaba, em outubro do ano passado. 

O júri condenou Silva por homicídio triplamente qualificado e feminicídio. A defesa vai recorrer da decisão.

Na época, em áudio encaminhado à polícia, ele confessou o crime. Antes, a vítima havia relatado a amigas e postado nas redes sociais  que vinha sendo ameaçada pelo réu, que não aceitava a separação após seis anos de relacionamento.

Mais conteúdo sobre:
Marcos Ferreira da Silva

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.